18 de fev de 2014

No Terreiro Maranhão, o mestre é Bita do Barão

Bita do Barão. Foto: Correio Codoense

No Terreiro Maranhão, o mestre é Bita do Barão
Josias Filho e Luzian Filho

Iansã perfuma o ar

Sereia canta na dança da maré
Oxossi ilumina a mata
Do “Encantado” “Barão de Guaré”
Nasce um ser de luz abençoado
Um menino iluminado
No berço dos Orixás
“Pai de Santo” respeitado
Com o poder e a magia vinda dos seus ancestrais

Bate cabaça, filha de santo rodou
Tem Pomba-Gira, “saravá babalaô”!
A minha tenda é da rainha do mar
Velas e flores pra Iemanjá

Êêê “novariê”
Trago oferendas pra saudar “Babassuê”
Com banho de cheiro e muito axé
Vou em romaria de Codó pra Canindé
Rufou, virou
“O tambor virou pra mata”
Caiu, baixou
Caboco baixou na ribalta
“Êpa”, “êpa”, “Araruna” chegou
Traz a cabaça do comendador
Não vou quebrar a corrente
Madre Divina Nação
Hoje o meu manto azul e branco
Quem veste é “Bita do Barão”

Abatazeiro vem bater tambor
Na Turma do Quinto vai ter terecô
Defumando abro caminhos
A Madre Deus “terrerô”, “terrerô”


Samba Enredo da Turma do Quinto - Carnaval 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário